De “faz arminha” a “o agro é pop”, preço dos alimentos dispara e causa indignação, memes e ironia nas redes.

De “faz arminha” a “o agro é pop”, preço dos alimentos dispara e causa indignação, memes e ironia nas redes.

Compartilhe

Uma combinação esdrúxula de baixa produção, exportação, quebra de safra e nenhuma atuação do governo Bolsonaro para contem ou regular produtos que são parte da segurança alimentar do brasileiro, causou a disparada do preços do arroz e do feijão. O resultado é simples, o pacote de 5 kg do arroz batendo em R$ 20,00 e, em alguns casos, chegando próximo dos R$ 30,00.

A população não perdoou e partiu para as redes sociais e estabeleceu, não só a ironia, mas, a provocação com os bolsomínions, do “Faz Arminha” ao “O Agro é Pop”, tudos os slogans e “bordões” viraram motivo. Veja abaixo:

https://twitter.com/MarleneRPR/status/1300937543479947264

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *