Sistema eleitoral sofre ataque hacker e tira o e-Título do ar, afirma presidente do TSE.

Sistema eleitoral sofre ataque hacker e tira o e-Título do ar, afirma presidente do TSE.

Compartilhe

Diferente dos sistemas eleitorais de todo o mundo, o brasileiro é totalmente eletrônico e controlado pelo judiciário e não pelo sistema político. Considerado um dos mais modernos do mundo, o sistema eleitoral brasileiro é alvo, desde 2018, de diversos questionamentos quanto a lisura e a segurança.

Hoje, o sistema foi testado, pela primeira vez, na prática. Um ataque conseguiu retirar o e-Título do ar, devido a um bug no sistema, mas, não houve êxito na fraude no documento eletrônico. O hacker não conseguiu atingir as urnas e nem o sistema de totalização dos votos, que conta com sistema de rede própria e criptografia.

“Sobre a questão do ataque, para falar a verdade, tive conhecimento recente porque aconteceu agora há pouco. Soube que foi neutralizado, que foi esta tentativa de simultaneamente ter uma grande quantidade de pessoas entrando para derrubar o sistema. Isso foi neutralizado pelo TSE com o auxílio das empresas de telefonia”, afirmou o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do TSE.

Segundo o Barroso, o sistema foi retirado do ar, por segurança, impedindo o uso do documento eletrônico, para impedir qualquer tipo de fraude. Ainda, explicou que há mais de um servidor de backup, que já foi reposto no lugar, com o bug solucionado.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *