VERMÍFUGO É NOVA CLOROQUINA? Sem apresentar evidências, governo continua afirmando eficácia.

VERMÍFUGO É NOVA CLOROQUINA? Sem apresentar evidências, governo continua afirmando eficácia.

Compartilhe

Depois da desastrosa apresentação de “resultado da pesquisa” sem qualquer dados esteatíticos e utilizando animação de banco de imagens da Internet, o ministro astronauta Marcos Pontes, diz que o vermífugo nitazoxanida foi capaz de reduzir a carga viral em pacientes com Covid-19.

A pesquisa citada é da UFRJ, realziada pela professora Patrícia Rocco. Segundo a pesquisadora, a redução da carga viral faz com que a versão mais grave da doença não se manifeste, além de se tornarem menos contagiosos.

O estudo clínico envolveu 1,5 mil pacientes e foi iniciado após testes promissores, em laboratório. A professora, no entanto, não apresenta os dados estatísticos que é o padrão de um estudo científico, por isso, a desconfiança.

Obviamente, o anúncio foi realizado com a seguinte frase do Bolsonaro: ““Estamos anunciando algo que vai mudar a história da pandemia”,  que estava presente no evento.

Será?!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *