Malafaia queria indicar o ministro do STF, critica Bolsonaro, que reage: “Ainda diz que Deus no coração.”

Malafaia queria indicar o ministro do STF, critica Bolsonaro, que reage: “Ainda diz que Deus no coração.”

Compartilhe

Bolsonaro, quando disse que indicaria um ministro do STF terrivelmente evangélico, na verdade queria dizer que daria a indicação a Silas Malafaia, mas, não aconteceu. O resultado de uma indicação política do Centrão, para piorar, de uma pessoa católica, foi a revolta de Malafaia, nas redes sociais. A indicação de Kassio Nunes foi a gota d’água para escancarar uma briga no boeiro.

Bolsonaro, que não é afeito a relevar críticas, também respondeu aos ataques de Malafaia.

“Eu lamento muito uma autoridade lá do Rio de Janeiro que eu prezava muito e que está me criticando com videozinhos, me xingando de tudo quanto é coisa”, disse Bolsonaro na saída do Palácio da Alvorada. “Esta autoridade do Rio de Janeiro queria que indicasse um dele, devem saber de quem eu estou falando, né? Tem vários vídeos aí, uma pessoa que ainda diz que tem Deus no coração”, completou.

Para Malafaia, a indicação de Kassio Nunes foi vergonhosa e já publicou diversos vídeos atacando frontalmente Bolsonaro.

“Meu presidente, com todo o respeito, como é que o senhor vai indicar um cara para o STF, amigo da Dilma, amigo da petralhada, com posições Socialistas? Conforme eu estou recebendo aqui, tem mais de 30 representações contra ele no CNJ”, afirma Malafaia em um dos vídeos. “O senhor está colocando um camarada que atende o Centrão, o PT, a esquerda, Ciro Nogueira, corruptos e quem é contra a Lava Jato”, reclamou em outro.

*Com informações da Revista Fórum

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *