Bolsonaro e Guedes querem que o aposentado ganhe menos que o salário mínimo, já em 2021 com congelamento de dois anos.

Bolsonaro e Guedes querem que o aposentado ganhe menos que o salário mínimo, já em 2021 com congelamento de dois anos.

Compartilhe

O trabalhador passa a vida contribuindo para a sociedade, tanto com impostos, quando a sua força de trabalho, no final da vida, a aposentadoria é uma questão de dignidade humana, de modo que os mais novos que herdaram o legado dos mais velhos mantenham a sobrevida daqueles que construíram o que encontraram pronto, adentrar o mundo social e produtivo do país.

Essa afirmação acima parece razoável a todos, menos para Bolsonaro e Paulo Guedes, esse último, obcecado por transformar a Previdência Social em algo egoísta e individual. Primeiro tentou transformar a previdência em sistema de capitalização, sem a contribuição dos mais jovens. Agora, que não conseguiu copiar o modelo de Pinochet, no Chile, quer que o aposentado ganhe menos que o salário mínimo, com um congelamento desumano de dois anos nas aposentadorias.

Essa informação foi dada pelo próprio secretário Especial do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues. Segundo Waldery, o governo pretende economizar com os aposentados para obter recursos para o programa populista Renda Brasil.

O secretário ainda teve o descaramento de dizer que não haverá redução do ganho, mas, ao explicar, esqueceu que a inflação vai corroer o valor, tornando-o menor a cada ano, mesmo sem que haja alteração nominal, ou, como ele mesmo disse, “havendo manutenção”.

“A desindexação que apoiamos diretamente é a dos benefícios previdenciários para quem ganha um salário mínimo e acima de um salário mínimo, não havendo uma regra simples e direta [de correção]”, disse Waldery Rodrigues ao portal G1.

“O benefício hoje sendo de R$ 1.300, no ano que vem, ao invés de ser corrigido pelo INPC, ele seria mantido em R$ 1.300. Não haveria redução, haveria manutenção”, acrescentou.

Vale a observação importantes, quando  o secretário fala em desindexação, significa que a aposentadoria não será mais corrigida como o salário mínimo, que não tem aumento real desde o golpe de 2016.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *