Fábio St Rios

Estudou Ciência da Computação, Engenharia Metalúrgica na UFF, Engenheiro de Software, Desenvolvedor, Programador, Hacketivista e Estudante de História na UniRio.

4 comentários em “AS “DONZELAS” ARREPENDIDAS DE SÉRGIO MORO: “Me dê a cabeça de Lula que te dou o STF.”

  • 14/05/2019 em 08:27
    Permalink

    Tem muitas coisas ruins do Moro que ainda não veio a tona, Tem muitos acordos dele com a CIA do EUA para destruição das empresas Multinacionais brasileiras e a entrega total do Pré sal. Esse traidor da pátria intimidou os três poderes com ajuda da imprensa principalmente da Globo empresa pertencente a famigerada e anti patriota família Marinhos.Se fosse nos EUA O Moro estaria preso e condenado a prisão perpetua ou então no corredor da morte. Mas infelizmente aqui no Brasil ele continua dando as cartas .pois o STF e o Congresso ainda estão acovardados e omissos com medo de levantar a voz contra o PODEROSO SÉRGIO MORO o herói da Rede Globo, SBT e RECORD.

    Resposta
  • 14/05/2019 em 12:36
    Permalink

    Para quem acompanha o dia a dia da política nacional, uma eventual indicação de Sérgio Moro ao STF pelo presidente Bolsonaro não é nenhuma surpresa. Como o próprio presidente disse em entrevista neste domingo (12), já estava tudo combinado

    Diante das sucessivas derrotas e dissabores que amargou em tão pouco tempo no cargo político, é de supor que, a essa altura, o agora ministro Moro já esteja por demais arrependido de ter deixado o seu cargo de juiz, onde reinava absoluto como um verdadeiro deus, para se tornar agora alvo de suspeitas e chacotas nas redes sociais de que teria oferecido a cabeça do Lula por uma vaga no STF.

    Todos sabem que Bolsonaro só se elegeu porque Lula foi feito preso político pelo ex-juiz Moro, que o condenou sem provas para que o mesmo não concorresse ao pleito presidencial e, mais uma vez, fosse eleito presidente do país.

    Mas aos poucos o conluio vai sendo revelado. Mais cedo ou mais tarde a verdade desnudará toda a farsa e trama sórdida urdida pelos golpistas contra Lula, através de um golpe sujo, covarde e rasteiro.

    Mais dia menos dia a máscara cairá, e a verdade prevalecerá !!

    É como já dizia Abraham Lincoln:

    “Pode-se enganar a todos por algum tempo;
    Pode-se enganar alguns por todo o tempo;
    Mas não se pode enganar a todos todo o tempo.”

    Resposta
  • 18/05/2019 em 08:51
    Permalink

    A matéria abaixo pode trazer alguma luz a respeito do envolvimento de Moro com uma verdadeira máfia do Paraná e Rio Grande do Sul).

    Quem não teve a oportunidade de ler, leia essa matéria publicada no site da UNISINOS (originalmente a matéria foi publicada na PUBLICA Agência de Jornalismo Investigativo mas foi deletada do site)

    Estudo inédito da UFPR mapeia relações de Moro e promotores com grupos mais conservadores do Paraná. Políticos da ditadura, clãs encastalados nos tribunais e escritórios de advocacia que negociam delações.

    A reportagem é de Amanda Audi, publicada por Agência Pública, 13-03-2019.

    Para o professor de sociologia Ricardo Costa de Oliveira, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), os integrantes da Lava Jato (incluindo magistrados, procuradores e advogados) operam em um circuito que chama de “fechado” e que funcionaria “em rede”.

    O professor comanda um grupo de pesquisa chamado “República do Nepotismo”, que utiliza a técnica da prosopografia (biografia coletiva de determinado grupo social ou político) para demonstrar que pessoas como Sérgio Moro, Deltan Dallagnol e advogados ligados às delações são herdeiros de figuras do Judiciário e da política paranaenses. O estudo será apresentado na segunda quinzena deste mês.

    “Eles se conhecem muitas vezes desde a infância, porque os pais já se conheciam. Frequentaram as melhores escolas, universidades, têm sociabilidade em comum. Quer dizer, vivem na mesma bolha. Têm as mesmas opiniões e gostos políticos e ideológicos. E todos têm conexão com a indústria advocatícia, com os grandes escritórios jurídicos”, afirma.

    Eis a entrevista.

    http://www.ihu.unisinos.br/587451-surge-a-teia-oligarquica-da-operacao?fbclid=IwAR12dEoZY2E_R0OjbsBqcYRk6Bnkt-8ISjaZ89cHbcl8ierLN-U5ZIkDajI

    Resposta
  • 24/05/2019 em 00:18
    Permalink

    Qualquer país do mundo esse processo já teria sido anulado inteiro. Precisa divulgar ao mundo o que está acontecendo aqui

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: