Defensor de torturador e da ditadura, Bolsonaro defende “democracia”, em Cuba, como solução para manifestações..

Defensor de torturador e da ditadura, Bolsonaro defende “democracia”, em Cuba, como solução para manifestações..

Compartilhe

Parece piada, mas, não é. Após ser avaliado em pesquisa de opinião, como autoritário, mentiroso e “pouco inteligente”, Bolsonaro reagiu às manifestações em Cuba, defendendo a democracia como solução para a ilha socialista.

Irônico, que Bolsonaro defende Brilhante Ustra como herói, sendo o maior e mais cruel torturador da mesma ditadura que Bolsonaro também defende. Afinal, o que seria a democracia que o presidente pouco inteligente defende?

Pelo Twitter, Bolsonaro, que sempre atacou o país caribenho que está sob embargo econômico dos Estados Unidos desde 1962, disse desejar que a democracia “floresça” e traga “dias melhores” à população.

“Todo apoio e solidariedade ao povo cubano, que hoje corajosamente pede o fim de uma ditadura cruel que por décadas massacra a sua liberdade enquanto vende pro mundo a ilusão do paraíso socialista. Que a democracia floresça em Cuba e traga dias melhores ao seu povo”, escreveu Bolsonaro.

Vale ressaltar que Cuba tem o maior IDH das Américas, sendo superior, inclusive, que o dos EUA. Tendo o sistema de saúde modelo para o mundo e o sistema educacional mais inclusivo do planeta, segundo a Unesco, a ilha apresenta problemas graves gerados pelo isolamento econômico que dura 60 anos. Quanto a isso, Bolsonaro, o “pouco inteligente”, não se manifestou.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: