New York Times: Moro, um juiz corrupto que corrompeu a justiça e, com Bolsonaro, destruiu o Brasil

New York Times: Moro, um juiz corrupto que corrompeu a justiça e, com Bolsonaro, destruiu o Brasil

Compartilhe

Sem Moro, jamais Bolsonaro chegaria à presidência e o Brasil não estaria vivendo essa tragédia econômica e sanitária, quando, de olho em sua carreira política, Moro condenou e prendeu Lula sem provas para ser super ministro de Bolsonaro e dar seu pontapé inicial numa sonhada carreira política carregada de glórias e embalada pela imagem de paladino da justiça criada pela mídia.

Não há exatamente nada de novo no artigo do New York Times, pelo menos não para os brasileiros. Na verdade, com outras palavras, o jornal só confirmou o que o brilhante deputado, do Psol, Glauber Braga, disse diretamente a Moro em audiência na Câmara dos Deputados e, em certa medida, o mesmo que Gilmar Mendes disse neste domingo. Se Glauber Braga disse a Moro que ele era um juiz corrupto e ladrão, Gilmar Mendes usou da mesma dureza para comparar a Lava Jato de Moro ao PCC.

Aliás, o maior jornal do mundo fala de forma clara o que a Globo, sócia de Moro, não pode falar porque está até o pescoço nessa fábula jurídica de combate à corrupção, como bem classificou New York Times.

Na sua crítica a Moro, em matéria assinada pelo jornalista Garpard Estrada, o ponto principal foi a corrupção instalada por Moro e sua Lava Jato dentro do sistema de justiça no Brasil e que aquele príncipe de combate à corrupção era um personagem que na vida real se revelou um sapo que envenenou o próprio país.

Disse o jornalista: “Em vez de erradicar a corrupção, obter maior transparência na política e fortalecer a democracia, a agora notória Operação Lava Jato abriu o caminho para Jair Bolsonaro chegar ao poder após eliminar seu principal rival, Lula, da corrida presidencial. Isso contribuiu para o caos que o Brasil vive hoje”,

*Carlos Henrique Machado Freitas

Compartilhe