A saída da Ford e da Mercedes prova que não se dá golpe impunemente.

A saída da Ford e da Mercedes prova que não se dá golpe impunemente.

Compartilhe

Agradeçam ao herói Moro e seus picaretas da força-tarefa da Lava Jato pela saída da Ford e da Mercedes do Brasil.

Moro, se não é um candidato viável, ele pode se orgulhar de, além de levar à falência as maiores empresas brasileiras gerando milhões de desempregados, colocou no poder Temer e Bolsonaro, responsáveis pelo estado de coisas em que o Brasil vive.

Detalhe: dois comprovadíssimos corruptos absolutamente impunes.

Mas não para aí. A Ford anunciou sua saída do Brasil avisando que o país hoje, não tem segurança jurídica.

Como teria se a Lava Jato atropelou a constituição, as instituições, a partir a histeria punitivista criada pelos cocô-boys de Curitiba comandados pelo juiz bombril. Aquele mesmo que investigava, acusava, julgava e condenava quem ele considerava inimigo político.

É desse filão de aspectos que foi feito o desmonte do país, seja empresarial, seja jurídico.

Resumindo, não se dá golpe numa presidenta eleita com mais de 54 milhões de votos e se prende, sem provas, o melhor presidente da história do Brasil, impunemente.

Outro detalhe fundamental para entender tudo isso: Argentina fez a maior quarentena do mundo, taxará grandes fortunas, mas a Ford segue pra lá. Agora, a Argentina vai exportar carros para o Brasil.

*Carlos Henrique Machado Freitas

 

Compartilhe