Brasil de Bolsonaro fica atrás do México, Costa Rica e Chile.

Brasil de Bolsonaro fica atrás do México, Costa Rica e Chile.

Compartilhe

Na terra do bolsonarismo pateta, a terra é plana, vacina transforma gente em jacaré e a melhor vacina é o vírus. Nesse contexto de negação da tragédia, em que a religião está certa e a ciência é um conjunto de teorias conspiratórias, o Brasil, que já foi tido como exemplo de estrutura para vacinação em massa, será um dos últimos, senão, o último a vacinar seu povo.

A Pfizer chegou a avisar o Brasil para um acordo de compra de 90 milhões de doses de sua vacina, mas, o ministério bolsonarista negou a compra e sem capacidade intelectual suficiente para entender a necessidade de apostar em investimentos antecipações e planejamento, ficou sem a vacina. A Pfizer chegou a ser notificada do pedido do governo Bolsonaro, mas, tarde demais, não há capacidade produtiva para fornecer as milhões de doses que Bolsonaro largou de lado há poucos meses.

O resultado simples foi o México, começando a vacinação nessa semana, o Chile e a Costa Rica também muito antes do Brasil. Viva o nazismo bananeiro.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *