Bolsa derrete e dólar dispara. Este é o resultado das políticas adotadas por Guedes e Bolsonaro

Bolsa derrete e dólar dispara. Este é o resultado das políticas adotadas por Guedes e Bolsonaro

Compartilhe

Para 2021, 66% dos gestores esperam alta da Selic.

Em destaques da Bolsa, Petrobras, bancos e companhias aéreas caem forte com aversão ao risco do mercado; nenhuma ação do Ibovespa sobe.

Investidores veem risco fiscal como maior ameaça aos preços.

Ibovespa tem queda de quase 4% e dólar vai a US$ 5,74, mas já chegou a US$ 5,79.

O nome disso é fadiga neoliberal num país que é um trem sem maquinista com uma economia que está descendo na banguela, asfixiando a população e o próprio empresariado que aplaudia de pé as sandices chutadas por Paulo Guedes.

A panaceia do mercado mostra que isso tudo, junto e misturado, tem apenas um significado; as simpatias e crendices neoliberais de Paulo Guedes não encontram mais ninguém que apoie ou acredite que ele possa remediar vários ou todos os males da hecatombe econômica que o próprio provocou.

Para fechar o pacote trágico, o custo dos alimentos dos brasileiros subiu quase 17% este ano. Como o preço da comida disparou no orçamento doméstico, sumiu da mesa brasileira.

Mas quem achava que isso bastaria, depara-se agora com o mesmo governo Bolsonaro querendo privatizar a saúde no Brasil, entregando o SUS aos abutres neoliberais que querem fazer fortuna nas costas da saúde dos mais pobres.

*Da redação

 

Compartilhe