Barroso determina que vídeo sobre dinheiro na cueca não será revelado para evitar “humilhação pública”

Barroso determina que vídeo sobre dinheiro na cueca não será revelado para evitar “humilhação pública”

Compartilhe

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso determinou, nesta quinta-feira (15), o afastamento do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado com dinheiro na cueca em operação da Polícia Federal. (…)

Na decisão, consta um relatório da Polícia Federal que conta detalhes da busca e apreensão na casa do senador. Em um primeiro momento, foram encontrados R$ 15 mil na cueca de Rodrigues, depois R$ 17,9 mil e, posteriormente, mais R$ 250. Os procedimentos foram gravados em vídeos, mas o ministro Luís Roberto Barroso manteve-os em sigilo. (…)

“O segundo vídeo deve ser mantido em cofre da própria Polícia Federal, em absoluto sigilo, pois, consoante informado pela autoridade policial, o registro exibe demasiadamente a intimidade do investigado e não produz acréscimo significativo à investigação – sem prejuízo de que, caso haja necessidade, seja requisitado posteriormente. Se comprovada a culpabilidade do investigado, estará justificada a sua punição, mas não sua desnecessária humilhação pública”, declara o ministro.

Barroso também afirma que há dúvidas na Suprema Corte sobre a pertinência de o STF decretar prisão preventiva de parlamentares. Dos 11 ministros, apenas quatro apoiam a medida.

(…) Do GauchaZH

Compartilhe

2 thoughts on “Barroso determina que vídeo sobre dinheiro na cueca não será revelado para evitar “humilhação pública”

  1. Reply
    Clenilton
    outubro 16, 2020 at 8:32 am

    Humilhação! é o povo implorando por um leito nas portas dos hospitais por falta de recursos enquanto o dinheiro do verdadeiro contribuinte sendo gasto em ostentação de poucos que em época de eleição vem nos pedir emprego (solicitação de votos) e após de eleito viram patrão com o chicote na mão, despresando o povo, humilhando esquecendp que são também funcionarios públicos.

  2. Reply
    Wilson Maier
    outubro 16, 2020 at 11:30 am

    Porque o presidente Lula foi execrado publicamente e o Sr ministro ñ utilizou o mesmo procedimento.
    Este ministro “pertence”a camorra da GLOBO é mais um dos seus asseclas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: