Por que o Roda Viva entrevistará FHC e não Lula?

Por que o Roda Viva entrevistará FHC e não Lula?

Compartilhe

A resposta é simples.

FHC é o próprio Bolsonaro envergonhado, assim como é o artigo de Vera Magalhães “Uma escolha difícil” publicado uma semana antes do segundo turno da eleição de 2018.

FHC, por ter quebrado o Brasil três vezes em oito anos, terminou seu segundo mandato com 26% de aprovação.

Lula, por sua vez, terminou seu segundo mandato com popularidade recorde chegando a 87% de aprovação, segundo o Ibope.

Vera, tempos atrás, disse que não levaria Lula ao Roda Viva porque, segundo ela, “Lula não tem objetivo de conciliação algum. É alguém que levou à situação em que estamos hoje e que, nem preso, em 2018, aceitou alguma conciliação que implicasse sua perda de hegemonia”

Mas não para aí o ranço tucano da moça que sentencia: “Lula não é player da crise de covid-19. É um condenado em prisão domiciliar. Por isso e por ter mais de 60 tem de ficar em isolamento. Emular esse espantalho político é tudo que Bolsonaro quer para cortina de fumaça dos seus erros”.

Eseguiu com sua rancorosa cantilena tucana: “Se afoitos e ingênuos querem ser o sapo da travessia do escorpião, o Roda Viva não será essa jangada. Vamos seguir fazendo jornalismo de serviço e relevância, ouvindo quem tem o que dizer nesse momento grave do país”

Vera Magalhães mentiu descaradamente, Lula nem é condenado e, muito menos, está, como nunca esteve, em prisão domiciliar.

Se mentiu por absoluta ignorância, é grave, por se tratar de alguém que comanda um programa de entrevistas numa TV. Se mentiu por maldade, é ainda mais grave, por fazer coro com Bolsonaro que espalha fake news nas redes sociais.

O fato é que essa gente tem adoração pelo fracasso, e FHC é um gigantesco fracassado.

Mas parece que a arrebatadora aprovação de Lula incomoda profundamente essa gente reacionária, envernizada como Vera Magalhães.

A mediocridade é realmente eterna.

Carlos Henrique Machado Freitas

Compartilhe