Bolsonaro tira 6 milhões de pessoas do Auxílio Emergencial, com Medida Provisória.

Bolsonaro tira 6 milhões de pessoas do Auxílio Emergencial, com Medida Provisória.

Compartilhe

Além de reduzir o valor das parcelas de R$ 600,00 para R$ 300,00, Bolsonaro também reduziu a quantidade de pessoas que poderão receber o auxílio emergencial. Para compensar a redução e o corte, ampliou mais um mês no recebimento.

Segundo a Medida Provisória editada por Bolsonaro, que endureceu as regras para que as tenham acesso ao benefício, 6 milhões de pessoas deixarão de receber o socorro financeiro.

Com isso, o governo economizará R$ 22,8 bilhões no total, com a exclusão dessas pessoas.

O valor serviria não só para o socorro das pessoas, mas, como forma de ampliar a movimentação da economia interna, o que acarretará impacto tanto social quanto economico.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *