Sem Lava Jato, não haveria Witzel.

Sem Lava Jato, não haveria Witzel.

Compartilhe

Aonde tem podridão, tem Lava Jato, tem Moro, tem esquema político e corrupção.

Bretas, como todos sabem, é o Moro carioca. Homem de confiança do juiz de Curitiba na capital mundial da milícia.

Juntos, na onda da moral da carochinha, Moro e Bretas elegeram Bolsonaro presidente e Witzel, governador do Rio .

Bretas era padrinho político de Witzel e ardoroso bolsonarista e Moro, trabalhou incessantemente para eleger Bolsonaro.

A foto acima mostra os dois usando avião oficial para assistir à posse de Bolsonaro.

Não só isso. O ex-governador do Rio, Wilson Witzel, nomeou a irmã do juiz Bretas. É exatamente isso que você leu.

Advogada, irmã de Bretas, o Moro carioca, assumiu o cargo de assessora da Controladoria-Geral do Estado. Ou seja, Bolsonaro, Moro, Witzel e Bretas sempre estiveram juntos e misturados num esgoto só.

*Da redação

 

Compartilhe