Celeste Silveira

Produtora Cultural, Pesquisadora, Revisora de textos, Parecerista de projetos culturais.

Um comentário em “SERGIO MORO, MINISTRO OU JAGUNÇO?

  • 04/11/2018 em 20:51
    Permalink

    Sensacional!
    Parabéns Deputado Damous!
    Resta saber se o senhor tem consciência de quem está por trás do Moro há quatro anos e, o que tornou Moro o chefe supremo do judiciário brasileiro, pondo de joelhos o TRF4, o STJ, o CNJ e o STF aos seus pés.
    Quem sempre esteve por trás de Moro? A CIA/FBI?
    Também.
    Mas, em território brasileiro, foram as Forças Armadas que estão conspirando contra a Democracia desde 2014. O Golpe de 2016, não foi iniciativa deliberada duma assembleia de corruptos, mas, uma exigência do Clube Militar.
    Os nossos oficiais estão estagnados no século passado, alienados a Doutrina Truman e absurdamente subordinados aos EUA. É como se as Forças Armadas fossem uma força de ocupação dentro do Brasil, doutrinadas a defender a pátria do norte e ver a população seus inimigos. No entanto, quando nos ameaçam com armas, não se tem notícia de estejam treinando, seus irmãos, filhos, sobrinhos e netos, a empunhar um fuzil para nos atacar.
    Covardes, querem obrigar nossos irmãos, filhos, sobrinhos e netos, (a maioria pretos, pobres mulatos), a atirar contra seus pais, mães, tias, irmãs e avós.
    Para defender quem? Os interesses de quem?
    Os nossos oficiais ainda vivem assombrados com o perigo comunista e veem na Constituição de 1988 um freio trágico e sufocante de sua vocação arbitrária, prepotente, misógina, antidemocrática, antipovo, antinacional e entreguista. Dai, ter uma mulher (Dilma) como chefe suprema das forças armadas, por si só, já seria impensável, trágico, terrível. Imagine uma ex-guerrilheira torturada por eles.
    Como essa afronta teria sido obra de Lula e o PT, com a reeleição de Dilma a conspirata teria começado no dia seguinte.
    Aécio Neves, Eduardo Cunha e a assembleia de ladrões e corruptos contaram com a omissão vergonhosa do STF, (omissão forçada), transformados em bucha de canhão pelos militares.
    Desde então, todos os canhões estão voltados para o STF, sequestrado pelos militares e mantido como refém, tendo como seu representante e porta-voz do arbítrio, Sergio Fernando Moro.
    É preciso denunciar ao Brasil e ao Mundo, a quem de fato o Moro serve e representa com maestria. O poder imperial que ele representou na Lava Jato e continua representando é o poder das armas.
    A toga sempre foi um disfarce para esconder os propósitos escusos de um projeto de poder de uma instituição, cuja finalidade seria defender a soberania nacional, mas, que seus membros abominam a Democracia e o Estado Social e de Direito, por considerar a Constituição um panfleto comunista.
    Deputado, se eu estiver errado o CNJ destituirá o Moro, mas, tudo indica que nada acontecerá, pois, canhões, fuzis com suas baionetas e espadas, protegem Sergio Moro, contra o STJ, CNJ e o STF.
    Sergio Moro no futuro governo, exercerá o mesmo papel de Carl Schmitt no IIIº Reich e, no futuro será o Führer do IVº Reich – verde oliva.
    Parece fantasioso para ser verdade o acima exposto, mas, precisamos nos precaver para não incidirmos nos mesmos erros do Povo Alemão.
    No entanto, sem jogar luz sobre a conspirata militar, a Democracia estará com os dias contados.
    Um país que tenha as Forças Armadas e a Suprema Corte que tem o Brasil, não precisa de inimigos externos para ser destruído.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: