Fábio St Rios

Estudou Ciência da Computação, Engenharia Metalúrgica na UFF, Engenheiro de Software, Desenvolvedor, Programador, Hacketivista e Estudante de História na UniRio.

3 comentários em “TRUMP FAZ DISCURSO ESTÚPIDO NA ONU E DELEGAÇÕES RIEM DO PRESIDENTE AMERICANO.

  • 25/09/2018 em 13:55
    Permalink

    Governante de qualquer pais não deve se submeter as pressões dos Estados Unidos esse pais é o câncer do mundo

    Resposta
  • 25/09/2018 em 17:12
    Permalink

    UM CERTO BOLSOMINION ACREDITA QUE OS MILITARES SERIAM A SALVAÇÃO DA PÁTRIA. ELE TAMBÉM ACHA QUE EU ESTEJA LOUCO E OBCECADO.

    POBRE MENTAL, AINDA NÃO PERCEBEU QUE JÁ ESTAMOS SOB UMA DITADURA, PIOR É MAIS CONSTRANGEDORA, EMBARAÇOSA E CRUEL DO QUE FORAM OS MILITARES – A MERDA É A MESMA, CONTUDO.

    ‘Jamais trocaria a minha dignidade pela liberdade’, diz Lula em carta que renuncia candidatura
    CARTA AO POVO BRASILEIRO

    > https://gustavohorta.wordpress.com/2018/09/12/jamais-trocaria-a-minha-dignidade-pela-liberdade-diz-lula-em-carta-que-renuncia-candidatura/

    Resposta
  • 25/09/2018 em 20:36
    Permalink

    O isolacionismo estadunidense é preocupante?
    As formações dos Estados Nacionais tardios na Europa (Alemanha e Itália) e as disputas pela Colonização da África pelo o Imperialismo Europeu, que impôs a brutalidade do recorte geográfico sem levar em conta a História e as organizações dos povos africanos no século XIX resultou em duas Grandes Guerras Capitalistas Mundias.
    A Segunda Grande Guerra Capitalista destruiu praticamente as infraestruturas dos países europeus.
    Entretanto devido a Guerra Fria declarada pelo EUA e a reconstrução da Europa Ocidental levaram os EUA ao seu auge como superpotência militar e econômica, em contra-partida limitou os países europeus ocidentais serem coadjuvantes no cenário do pós guerra frente ao Leste Europeu e a Ásia.
    Entretanto com a Guerra Fria implantada pelos os EUA e seus pesados investimentos de reconstrução do parque industrial europeu e sua infraestrutura, a fim de, deter o avanço soviético, fizeram que a Europa Ocidental logo não depende-se de importações de bens de capitais, e bens de consumos manufaturados estadunidenses.
    Devido a isso, iniciou-se uma forte ofensiva de fortalecimento nas relações com a Ásia.
    O japão foi o preferido inicial, mas o expansionismo estadunidense tinha outro que era a China, como antagonista bipolar á Rússia.
    A volúpia dos capitalistas estadunidenses pelo o projeto neoliberal que via na China o porto fácil, devido o imenso potencial de recursos e transferência de suas fábricas, afim de, explorar mão de obra ultra-barata, levaram o auge do enriquecimentos de alguns nos EUA.
    E em contra-partida atendia os interesses geopolíticos associados a Guerra Fria, isso funcionou bem até o colapso da URSS.
    Talvez tenha faltado aos formuladores de políticas esternas dos EUA que sem o inimigo vermelho externo fica difícil manter toda estrutura do complexo militar industrial. Daí a inauguração da Gerra ao Terror em 2001 lhes tem dado uma sobrevida.
    Hoje os principais países da Europa Ocidental (principalmente a Alemanha) estão interessados em investir na Ásia, na Índia e na Rússia, e para isso, precisam empurrar os EUA e manter-lo na América sem dar muita bola com o gigantismo do Complexo Industrial Militar e a sua eficiência destrutiva, muito porque as armas de dissuasões (nucleares e submarinos com seus misseis balísticos) os colocam imobilizados.
    Talvez a subida do tom da voz de Trump possa criar alguns abalos, mas o modo de produção capitalista é hegemônico no planeta e isso, envolve os países Asiáticos do Leste Europeu e Europa Ocidental.
    Ou seja, o modo de produção capitalista é maior e supera hoje o imperialismo e os interesses preferencias do EUA em relação a mercado Global.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: