Fábio St Rios

Estudou Ciência da Computação, Engenharia Metalúrgica na UFF, Engenheiro de Software, Desenvolvedor, Programador, Hacketivista e Estudante de História na UniRio.

5 comentários em “ZÉ DIRCEU, O HOMEM QUE SE FEZ FORÇA: “Preso ou aqui fora, vou fazer tudo o que eu fazia: ler, estudar e fazer política.”

  • 26/06/2018 em 23:41
    Permalink

    O comandante, O cabeça do PT está de volta, Nunca nos abandonou apesar de ser abandonado pelo partido.
    Estive pensando muito na estratégia da direita para se infiltrar na esquerda apenas com o intuito de destruir o partido ou tomar o poder.
    Essa de filiar todo mundo com um objetivo pode ter se transformado em outro.
    Lembro do Delcidio tucano de nascença e entrou no PT após o PO ganhar as eleições, Como muitos outros que ainda atuam no PT. Vide o caso de SP, Os deputados petistas sempre votam com a base aliada do Alckmim. O PMDB escolheu Temer como vice da Dilma já arquitetado o golpe? Creio que sim, Caso o Aécio não ganhasse.
    Porque Cunha rompeu com o governo Dilma quando era base aliada, logo após a posse?
    Estou a amatutar se não estamos elegendo gato por lebre.

    Resposta
    • 26/06/2018 em 23:44
      Permalink

      A questão de apoiar o Cunha na sua eleição à presidência da Câmara, é um dos episódios mais controversos do golpe.

      Mas, na minha opinião, a candidatura de Cunha foi mais um episódio do navio naufragando e os ratos vindo à proa fugindo da água, já que não havia a opção de permanecer escondido no boeiro.

    • 27/06/2018 em 17:41
      Permalink

      Grande análise… temos que nos precaver destas armadilhas que sempre estarão presentes e, ainda não comentamos as infiltrações de procuradores e Juízes que chegaram ao Supremo pelas mãos do PT, imaginando o partido que fossem, ao menos imparciais, pela postura que mantinham até serem indicados para os cargos e, agora, se mostram partidários da direita sem qualquer constrangimento em demostrar.

  • 27/06/2018 em 18:18
    Permalink

    Não sei ainda, Mas penso que o golpe já estava traçado caso o Aécio não ganhasse as eleições.
    A eleição do Cunha sim tem muitas controvérsias, Teve o apoio de alguns deputados do PT.
    Claro que Cunha tinha seus interesses alheios ao golpe, Ele queria continuar roubando sem ser incomodado além de jogar pra todo lado.
    Se Dilma tivesse feito algum trato com ele contra Temer estaria ainda no governo.

    O caso temer é mais complicado, Ele foi escolhido para vice com esse objetivo.Já estava traçado.
    Li um artigo muito interessante nesse sentido, Vou postar aqui.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: