Fábio St Rios

Estudou Ciência da Computação, Engenharia Metalúrgica na UFF, Engenheiro de Software, Desenvolvedor, Programador, Hacketivista e Estudante de História na UniRio.

Um comentário em “CASUÍSMO É O STF NÃO VOTAR A PRISÃO EM 2ª INSTÂNCIA

  • 10/04/2018 em 18:09
    Permalink

    É algo surreal. O STF se julgando possuidor e não guardião da Constituição. Os ministros e ministras, todos(as), são um escárnio quando aceitam votar para por em dúvidas um preceito constitucional claríssimo e sem qualquer dúvida. Nem deveria ter sido posta em votação a questão da presunção de inocência e da prisão somente quando a sentença for transitada e julgada, ao final de todos os recursos legais. qualquer coisa diferente disso é inconstitucional. Nem é preciso cursar uma graduação em advocacia, fazer prova da OAB ou ser um arrogante ministro do STF para saber desta máxima da constituição cidadã. O STF deveria se limitar a sua competência que é julgar a constitucionalidade nos processos que chegam a sua instância. Mas a arrogância das atuais equipes de ministros os leva a perder seus próprios limites e se julgam competentes para modificar determinações da Constituição. São uns porcalhões. O Brasil carece de um judiciário, decente, isento, humilde e que trabalhe para defender a sociedade. O judiciário está sujo, nacional e internacionalmente. Julga de acordo com interesses pessoais, partidários e até mesmo para auferir lucros, vendendo sentenças, negociando delações e solturas de corruptos. O país está um caos político, institucional e legal. Dilma sofreu um impeachment sem ter cometido crimes e o STF se omitiu porque tem interesses partidários. Lula está preso sem provas. É um país com ótimas leis, mas um judiciário medíocre.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: