ENEM: Raquel Dodge pede ao STF que suspenda decisão contra regra dos Direitos Humanos.

O ENEM, Exame Nacional do Ensino Médio, que acontece no próximo sábado (05/11), teve suspensa a regra que zera a nota de redações que atentem contra os Direitos Humanos (veja o caso aqui). A Procuradora-geral Raquel Dodge, protocolou hoje, sexta-feira (03/11), no Supremo Tribunal Federal (STF) o cancelamento da suspensão da regra que zera o aluno que atentar contra dos direitos humanos.


Para Dodge, a decisão do TRF1 –que atendeu ao pleito da Associação Escola Sem Partido– viola a segurança jurídica e que sua suspensão evitaria “grave lesão à ordem pública” e “o desnecessário tumulto na preparação dos candidatos”. A procuradora-geral também defendeu que desconsiderar a norma –que consta no edital do exame– implicaria em “espécie de retrocesso social”

Leia Também:   Temer vai proteger ministros citados na Lava Jato

Fábio St Rios

Cientista da Computação, Engenheiro de Software, Programador Senior, Profissional da Segurança de Dados e Estudante de História.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − um =

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com