Delegado autorizado a portar fuzil para autoproteção, tem arma roubada.

Alvo do que poderia ser um fetiche pessoal do delegado de Polícia, Marcos Amin, o uso autorizado pela superintendência da Polícia de um fuzil 556. A alegação de Amin, é a de que o governo suspendeu o uso de carros blindados por parte da Polícia Civil, por isso a solicitação esdrúxula.


Segundo a inteligência da Polícia Civil, o delegado estava sendo ameaçado de morte e devido às diversas prisões e investigações no último ano. O policial dirigia a Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo.

O irônico, é que a arma foi levada por assaltantes, quando o delegado foi abordado em um assalto, quando levaram seu carro, um Honda Civic, no bairro da Piedade. A arma? Ela estava guardada no porta malas do veículo.

O carro foi encontrado na estrada Grajaú-Jacarepaguá e sem o armamento. No veículo, ainda havia uma pistola municiada e um colete à prova de balas, ambas levadas pelos assaltantes.

Leia Também:   Cabral fala diretamente ao juiz Marcelo Bretas sobre empresa da família do juiz.

Fábio St Rios

Cientista da Computação, Engenheiro de Software, Programador Senior, Profissional da Segurança de Dados e Estudante de História.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + um =

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com