PROPAGANDA DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA CUSTOU R$ 59,1 milhões: Mas não era pra cortar gastos.

A Revista Piauí publicou hoje, uma matéria que alerta para a insanidade dos gastos advindos da propaganda para convencer a população da necessidade da Reforma da Previdência. A incoerência é latente. Não era pra cortar gastos, para o país não falir? Então, por que rasgar R$ 59,1 milhões com a propaganda e com pesquisas de opinião?


A resposta é óbvia, não há a necessidade de reformar a Previdência. Ela é superavitária e vários estudos apontam para isso. A questão é outra, é disponibilizar consumidores para compra de previdências privadas em instituições financeiras. As mesmas instituições financeiras que pagaram pelo golpe se estado e já estão colhendo bilhões de lucros, justamente com a crise.

Link da matéria: http://piaui.folha.uol.com.br/c/lupa/2017/08/10/quanto-custou-propaganda-reforma-previdencia/

Leia Também:   YOUSSEF DIZ TER CONTRATO PARA PUBLICAR BIOGRAFIA

Fábio St Rios

Cientista da Computação, Engenheiro de Software, Programador Senior, Profissional da Segurança de Dados e Estudante de História.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × quatro =

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com