MORO COMBINOU SENTENÇA COM TÍTULO E TRAILER DO FILME DA LAVA-JATO? Filme “POLÍCIA FEDERAL – A LEI É PARA TODOS”, tem subtítulo combinado à citação final da sentença esdrúxula.

Muitos se perguntavam sobre o final do filme da Lava Jato. Com a jogada ensaiada com o juiz “estrela” e a produção do filme, a Lava-Jato encontra seu final apoteótico e seu objetivo, condenar Lula. Mas nada poderia ser tão estupidamente “ensaiadinho”.


O filme, que ganhou o título “Polícia Federal – A Lei é Para Todos”, bateu “certinho” com a última frase da sentença de Moro a Lula. Uma lição de moral para um enlatado americano (mas brasileiro) de quinta categoria, uma citação estúpida de um historiador religioso britânico com poucas referências históricas e do período da contrarreforma. Perfeito!

Foram três dias combinados, alias, mal combinados. O indício de que alguém faltou no ensaio das ações é a própria sentença esdrúxula e mal redigida (veja a análise linguística). Aliás, como tudo nesse momento dos processos contra Lula, inclusive a condenação se baseia em indícios, joguemos com a mesma técnica.

Na correria, a sentença ficou assim, esdrúxula, para atender a demanda da aprovação da Reforma Trabalhista, jogando uma cortina de fumaça sobre a destruição dos direitos do trabalhador. Era necessário ter a sentença pronta para a coordenação dos fatos.

Leia Também:   E SE LULA FOR CONDENADO NO TRF4, ELE AINDA PODE SER CANDIDATO? Sim, entenda os recursos e a jurisprudência.

Na mesma toada, saiu o Trailer do filme da Lava-Jato, com o subtítulo que complementa a citação no final do documento condenatório. Mas tem um porém. O Trailer saiu no dia anterior à sentença. Estranho, não?

Como não somos afeitos em acreditar em coincidências, já que elas constroem os indícios, podemos dizer que a produtora Paris Filmes, também produtora e distribuidora dos filmes espíritas, inclusive “Nosso Lar”, tem esse viés kardecista de também não acreditar em coincidências. Afinal, os espíritas não acreditam em hipótese alguma nelas.

Portanto, partindo da mesma premissa, não teria sido coincidência que o trailer tenha saído na véspera da condenação de Lula, no mesmo dia da aprovação da Reforma Trabalhista e da libertação de Geddel (aquele que chorou), nas vésperas do arquivamento do processo de Temer na CCJ e pouco depois de Aécio se livrar de qualquer punição nos processos das gravações de Joesley (Ah! Mas não é na Lava-Jato, então a lei não é pra ele).

Leia Também:   MESMO BARRANDO NO CONGRESSO, TEMER RESPONDERÁ PROCESSO AO FIM DO MANDATO

Irônico que a mesma distribuidora dos filmes kardecistas, seja o distribuidor do filme da Lava Jato. Talvez tudo isso seja fruto da mediunidade do juiz ou dos produtores. Afinal, finalizou a sentença dizendo:

“Prevalece, enfim, o ditado “não importa o quão alto você esteja, a lei ainda está acima de você” (uma adaptação livre de “be you never so high the law is above you” [de Thomas Fuller]).”

Pelo visto, a lei é para todos e ela está acima de todos, mas ainda está abaixo de um certo juiz médium e de um produtor, certamente, tão médium quanto o juiz. São tantas coincidências, que talvez nem o grande coração realmente bondoso de Chico Xavier seja capaz de explicar. Talvez o juiz seja mais uma reencarnação de Thomas Fuller, autor da célebre frase na peça condenatória e da seguinte frase apropriadíssima para o momento:

Leia Também:   MORO MANDA BLOQUEAR CONTAS E BENS DE LULA, MAS ENCONTRA, APENAS, R$ 606mil.

“A ira é uma das forças da alma.” Thomas Fuller.

E de alma, a Paris Filmes entende.

 

Fábio St Rios

Cientista da Computação, Engenheiro de Software, Programador Senior, Profissional da Segurança de Dados e Estudante de História.

Um comentário em “MORO COMBINOU SENTENÇA COM TÍTULO E TRAILER DO FILME DA LAVA-JATO? Filme “POLÍCIA FEDERAL – A LEI É PARA TODOS”, tem subtítulo combinado à citação final da sentença esdrúxula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 5 =

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com