O PAPEL DA GLOBO COM A ENTREVISTA DE JOESLEY NA ÉPOCA: A bomba que falhou!

Hoje, a revista Época apresentou uma entrevista com Joesley Batista, fala mais do mesmo e não apresenta provas, além do que já foi apresentado antes. Alguns fatores são importantes de observar no comportamento mais isolado que o grupo Globo está adotando. 


Primeiro, a Globo não consegue romper a inércia criada pelo golpe de estado que ela mesma ajudou criar. Segundo, depois do inferno criado, ninguém está conseguindo tirar o país de lá. Terceiro, após a bomba a atômica em Temer, nada de novo surgiu no horizonte, nem contra o próprio presidente interino, nem contra o PT. Quarto, como atacar todo mundo é salvar a galinha dos ovos de ouro, Joesley Batista, um dos principais anunciantes da Globo?

Leia Também:   Centro de Acolhimento da Farinata teve 14 casos de morte e intoxicação alimentar, em apenas um mês.

Levantadas as questões, não adiante ler a entrevista como ela está apresentada. Sem sombra de dúvidas, está dirigida às forças políticas que a Globo decidiu destruir. Mais do que isso, é necessário salvar o Joesley Batista que, na verdade, é um dos maiores cínicos da história do país. Ao apostar em vitimizar o dirigente do grupo J&F/JBS, o objetivo na entrevista é a legitimação do acordo de delação mais estúpido que o mundo já viu, em que o empresário virou santo e não será punido por nada.

No mundo de conto de fadas que a Globo está querendo construir, faltam algumas peças lógicas. Uma delas, é a franca guerra aberta contra Temer e o PT. Mas para tirar Temer, a emissora carioca necessita de gente na rua pra mostrar sua força. Ao atacar Lula, Dilma e o PT, perdem a possibilidade de mobilização, uma vez que os idiotas do pato, se deram conta de sua própria idiotice. Perceberam que são o que sempre foram, não somente ignorantes políticos, mas ignorantes que decidiram discutir política. 

Leia Também:   Com sua Irmã à frente, Aécio garantiu 30 anos de blindagem da mídia.

Para complicar ainda mais a situação da rede dos Marinho, sua imensa ignorância política construiu um quadro de descrença total e desânimo completo, já que nem a, outrora, poderosa Globo não consegue mudar os status quo. Sem o povo progressista que espera Lula no poder, sem os idiotas e apostando em eleições indiretas, não sobrou nada, nem gente pra abraçar o projeto. Percebendo o quadro, FHC largou o barco global e pediu por Diretas ou por antecipação das eleições de 2018.

A entrevista de Joesley é um monte de “nada mais”, uma movimentação que busca requentar uma bomba. No final, ela mascou. Pior ainda, como saiu atirando no PT, perdeu a única força capaz de mobilização contra Temer em curto espaço de tempo. Hoje, a Época não rompeu a mesmice, o tédio e o nojo. 

Leia Também:   FUNARO: Cunha recebeu R$ 1 milhão para "comprar" votos do impeachment.

Aliás, representou mais o nojo que qualquer outra ação anterior. Foi uma entrevista desprezável e desprezível.

Fábio St Rios

Cientista da Computação, Engenheiro de Software, Programador Senior, Profissional da Segurança de Dados e Estudante de História.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 1 =

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com