TJ DO PARANÁ VAI GASTAR R$ 280 mil COM FRUTAS “CLASSE A” SOMENTE PARA MAGISTRADOS: Por dia, serão R$ 1.060,60.

Não por acaso, o Tribunal de Justiça do Paraná destacou em orçamento, o valor de R$ 280 mil por ano somente com frutas de altíssima qualidade para seus magistrados. Pra se ter uma ideia, o valor equivale a R$ 1.060,60 por dia de trabalho somente com frutas “de luxo” para a corte paranaense.


Segundo as informações do edital do pregão 16/2017, serão pedidos, mensalmente, 3,5 mil kg de laranja, 500 kg de mamão formosa, 500 kg de melão ouro, 250 kg de melancia, 200 kg de manga, 150 kg de morango, 150 kg de banana-caturra, 150 kg de maçã argentina, 100 kg de uva Itália, 100 kg de limão taiti e 200 abacaxis pérola. As frutas devem seguir o padrão da categoria EXTRA da Anvisa, não apresentando deformações, manchas ou imperfeições de assimetria.

“de elevada qualidade, sem defeitos, bem desenvolvidas e maduras, que apresentam tamanho, cor e conformação uniformes. Os pedúnculos e a polpa devem estar intactos e uniformes. Não são permitidas manchas ou defeitos na casca” Trecho destaque do padrão extra.

O edital diz ainda:

“A presente contratação tem por objetivo o atendimento às Salas de Lanches dos Magistrados do TJ-PR e eventos autorizados pela cúpula. Portanto, destina-se ao 2º Grau de Jurisdição”

O segundo grau é formado por juízes e desembargadores que estão no topo da carreira do judiciário do estado do Paraná. É importante ressaltar que esses profissionais tem salário base (sem contar os adicionais) de R$ 30 mil reais mensais e os vencimentos podem passar facilmente R$ 60 mil reais com as gratificações que incluem ajudas de custo para a alimentação.

Leia Também:   MIRIAM LEITÃO É HOSTILIZADA EM VOO POR, SEGUNDO ELA, PETISTAS: Vítima da radicalização incentivada por ela e pela Globo.

Num sociedade sadia, seria natural que os juízes em topo de carreira fossem os que mais prezassem pela austeridade moral e o exemplo à sociedade. Não é o que acontece, parecem mais com uma corte da nobreza, que uma corte de justiça.

Fábio St Rios

Cientista da Computação, Engenheiro de Software, Programador Senior, Profissional da Segurança de Dados e Estudante de História.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 1 =

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com